Arquivado processo contra juiz do AM

Por Frederico Vasconcelos

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) julgou improcedente, nesta terça-feira (14/2), o processo administrativo disciplinar (*) contra o desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa, do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Amazonas.

Segundo informa a assessoria de imprensa do CNJ, Moutinho era acusado de agir com parcialidade no julgamento de processos que envolviam interesses econômicos e políticos de seus familiares. Ele teria pressionado um juiz de primeiro grau a decidir em favor de seus interesses. Entretanto, o magistrado negou a acusação.

A maioria dos conselheiros decidiu pelo arquivamento, contra os votos dos conselheiros Wellington Cabral Saraiva, Silvio Luís Ferreira da Rocha, Gilberto Valente Martins, Carlos Alberto Reis de Paula e Jorge Hélio Chaves de Oliveira.

(*) 0004057-42.2010.2.00.0000