Juízes avaliam combate à lavagem de dinheiro

Por Frederico Vasconcelos

CJF mostrará a magistrados ferramentas para combater crimes financeiros

O Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal promoverá, nesta quinta (26/4) e na sexta-feira (27/4), em Brasília, o “Encontro de Juízes Federais de Varas Especializadas no Combate ao Crime de Lavagem de Dinheiro” (*).

A cerimônia de abertura contará com a presença do corregedor- geral da Justiça Federal, ministro João Otávio de Noronha. A palestra inaugural será proferida pelo ministro Gilson Dipp, do Superior Tribunal de Justiça. Ex-corregedor nacional de Justiça, Dipp foi incentivador da criação dessas varas especializadas.

Está prevista a presença da Procuradora Federal Jennifer Wallis, do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que falará sobre os canais formais e informais de cooperação internacional para o combate à lavagem de dinheiro.

Segundo um dos organizadores do encontro, o juiz federal Jorge Costa, auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça Federal, os magistrados especializados em julgar crimes de lavagem de dinheiro no Brasil necessitam de uma formação cada dia mais multidisciplinar, a fim de estarem sempre atualizados com relação às formas de atuação das organizações criminosas.

“A lavagem de dinheiro é o crime do século 21″, diz Costa. Para ele, o conhecimento jurídico é importante, mas não basta. O encontro tem o objetivo de fazer uma aproximação institucional, avaliar os resultados alcançados pelas varas especializadas no combate ao crime de lavagem de dinheiro, que completam dez anos de existência.

“Os juízes poderão discutir e apresentar propostas para melhoria dos funcionamentos de suas unidades. Em uma das reuniões do grupo, também haverá a exposição das mais modernas ferramentas utilizadas por instituições e órgãos integrantes do sistema de combate à lavagem de dinheiro em nosso País”, revela Jorge Costa.

(*) O evento será realizado das 9 às 18h, na sede do Centro de Treinamento da Justiça Federal (Centrejufe), em Brasília.