Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Entranhas do Judiciário e meandros do CNJ

Por Frederico Vasconcelos

Da ministra Eliana Calmon, corregedora nacional de Justiça, em palestra no II Congresso Internacional de Direito Administrativo e Administração Pública, nesta quarta-feira (25/4), em Brasília, segundo relato de Rafael Baliardo, no site “Consultor Jurídico“:

“Dizem que sou bombástica e midiática, mas poucos prestam atenção no mérito do que falo”.

A corregedora disse ainda que sua função no CNJ é “ingrata e antipática”, o que provocou uma forte reação dos juízes, sobretudo, das associações, que, segundo Calmon, “não aceitam qualquer interferência”.

Segundo Baliardo, a corregedora afirmou ser encantada pelo que se passa nas entranhas do Judiciário e que atuar no CNJ lhe permitiu conhecer os meandros do funcionamento do Poder.

“Denunciei no Senado a infiltração, no CNJ, de membros que pretendem detupar sua natureza. Não podemos retroceder, pois se perdermos a credibilidade, o objetivo de adequar o Judiciário à Constituição de 1988 estará comprometido”, disse a corregedora.

 

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade