Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Correição nos Estados e áreas de competência

Por Frederico Vasconcelos

Dados sobre processos contra juízes saem da área da presidência no site do CNJ

No auge do confronto entre o ministro Cezar Peluso e a ministra Eliana Calmon, o então presidente do Conselho Nacional de Justiça decidiu centralizar as informações sobre processos contra magistrados em andamento nas corregedorias dos tribunais estaduais.

A comunicação entre as corregedorias estaduais e o CNJ é atribuição da corregedora nacional de Justiça.

Em outubro passado, Peluso recebeu em seu gabinete os corregedores dos Tribunais estaduais (foto acima). Alegando “dar mais transparência”, decidiu que as informações sobre processos contra juízes seriam “disponibilizadas no site do CNJ, na área da presidência do Conselho”.

Com a posse de Ayres Britto, essas informações das corregedorias estaduais permaneceram no site do CNJ. Porém, não mais na área da presidência.

O “Cadastro de Acompanhamento de Processos Disciplinares contra Magistrados” foi transferido para a área de “Sistemas” do portal.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade