Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

O mensalão e a morosidade, renitente inimiga

Por Frederico Vasconcelos

De Almir Pazzianotto Pinto, Advogado, ex-ministro do Trabalho e presidente do Tribunal Superior do Trabalho, em artigo publicado no “Correio Braziliense“, sob o título “Mensalão e Judiciário”:

A morosidade é renitente inimiga do Poder Judiciário, cujos melhores e mais operosos integrantes mostram-se incapazes de derrotar. Para certos magistrados, o tempo inexiste; ou não importa. É da lentidão, contudo, que crime e impunidade se alimentam. Não se conhece melhor fermento para a corrupção do que a certeza de que o tempo agirá com solvente, e fará desaparecer, no esquecimento, o enriquecimento ilícito.

(…)

Há pressão no sentido do julgamento da causa [ação penal do mensalão]. Pressão legítima, que resulta do sentimento nacional de cidadania, rogando ao Supremo o cumprimento do dever de se pronunciar. Tanto quanto o Legislativo e Executivo, o Judiciário é pago com o suado dinheiro do contribuinte, criminosamente desviado pelos envolvidos nos escândalos que abalam a República, o governo, e corroem a imagem da democracia.

O Supremo está farto de saber que não goza de imunidade diante do correr dos dias.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade