Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

“Magistratura não se vergará”, diz Ajufe

Por Frederico Vasconcelos

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) emitiu nota pública em que declara apoio irrestrito ao juiz federal Paulo Augusto Moreira Lima, que preside o processo relacionado à Operação Monte Carlo e alegou haver recebido ameaças. Sem citar nominalmente o magistrado, a entidade considera indevida a divulgação do ofício dirigido pelo juiz federal à corregedoria regional da Justiça Federal da 1ª Região.

A nota, assinada pelo presidente da entidade, Nino Oliveira Toldo, afirma que “a Magistratura Federal brasileira não se vergará a qualquer tipo de ameaça”.

Eis a íntegra da Nota Pública: 
 
A Associação dos Juízes Federais do Brasil – AJUFE, entidade de âmbito nacional da Magistratura Federal, vem a público declarar apoio irrestrito ao Juiz Federal Substituto da 11ª Vara Federal da Seção Judiciária de Goiás, que preside o processo relacionado à denominada Operação Monte Carlo.

A AJUFE está prestando total assistência ao Magistrado e considera grave a divulgação indevida do ofício dirigido à Corregedoria Regional da Justiça Federal da 1ª Região.

A AJUFE já manteve contato com a Direção Geral do Departamento de Polícia Federal e com a Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) para tratar da situação de risco enfrentada pelo Magistrado.

A AJUFE, intransigente na defesa das prerrogativas e da independência dos Juízes Federais, reafirma que a Magistratura Federal brasileira não se vergará a qualquer tipo de ameaça.

Brasília, 19 de junho de 2012.

 Nino Oliveira Toldo
Presidente da AJUFE

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade