Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Paraguai: escola judicial alertou antes da AMB

Por Frederico Vasconcelos

Diretor de entidade criticou, então, o silêncio da imprensa e do Judiciário no Brasil

Diante da publicação de nota registrando que a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) anteviu o agravamento da crise no Paraguai, o Blog recebeu mensagem de José Sebastião Fagundes Cunha, desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná e diretor-geral da Escuela Judicial de América Latina, informando que a escola alertou, antes da AMB, para a situação da Suprema Corte daquele país vizinho.

No dia 15/4, Fagundes Cunha publicou no site da EJAL artigo sob o título “Crise institucional no Paraguai e a Suprema Corte: silêncio na imprensa e no Poder Judiciário brasileiro”.

Eis a informação enviada ao Blog pelo magistrado:

A Escuela Judicial de América Latina e a Rede Latino-americana de Juízes, antes da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), realizou uma autêntica campanha, envolvendo Juízes de 19 (dezenove) Países, e depois do que realizamos é que a AMB lançou sua manifestação.

Seria interessante trazer à luz tal verdade.

O texto a seguir foi publicado na home page da EJAL, distribuído por e-mails de grupo tanto da Rede Latino-americana de Juízes, como da Escuela Judicial de America Latina, colocando no facebook de um grupo de Juízes de todo o Brasil etc. Daí então é que ocorreu a manifestação.

Ressaltamos, naquela oportunidade, o silêncio da imprensa a respeito.

http://www.juristas.com.br/informacao/artigos/crise-institucional-no-paraguai-e-a-suprema-corte-silencio-na-imprensa-e-no-poder-judiciario-brasileiro/969/

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade