Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

“Um apêndice subserviente do Executivo”

Por Frederico Vasconcelos

Do site “Judex, Quo Vadis“, mantido por magistrados, sobre a decisão do Conselho Nacional de Justiça determinando que os Tribunais de Justiça dos estados onde haja legislação permitindo o pagamento de adicional de férias aos magistrados em proporção superior ao mínimo previsto na Constituição Federal deverão encaminhar às respectivas assembléias legislativas projeto de lei determinando a redução do percentual:

Não se consegue entender o ódio que o CNJ tem pela magistratura. Até agora só fez prejudicar os magistrados, solapando direitos, reduzindo a magistratura a um apêndice subserviente (é a economia, idiota) do Executivo. O mesmo Executivo que indica a dedo (pai-de-todos) os membros das cortes superiores e, por consequência, do próprio CNJ. O mesmo Executivo que ano após ano sucateia o Poder Judiciário, empobrecendo – financeira e animicamente – a instituição e os magistrados cada vez mais.

Não basta ao CNJ se sobrepor aos poderes dos entes federativos.

Precisa humilhar e mandar que os próprios Tribunais mandem projetos de lei para ceifar direitos legitimamente instituídos pelos legislativos estaduais e sancionados pelos respectivos executivos.

Parafraseando Caetano Veloso, a Venezuela é aqui.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade