Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Ceará: Roubo de armas nos fóruns e inércia

Por Frederico Vasconcelos

Sob o título “As armas do Judiciário”, o artigo a seguir é de autoria de Alexandre de Oliveira Alcântara, Promotor de Justiça da 7ª Promotoria de Justiça de Fortaleza (CE). O texto foi reproduzido no “O Povo online“.

“A restrição ao comércio ilícito de armas de pequeno porte e armamentos leves é um ponto crucial para dar o primeiro passo em direção à paz. As armas são o ingrediente constitucional para uma condição de ilegalidade e criminalidade persistentes”. – Luís Mir  

O fracasso da política de segurança pública no Estado do Ceará é um fato incontestável. Todas as estatísticas demonstram um aumento das ações criminosas. Um ingrediente perverso e curioso dessa trágica realidade é que o Poder Judiciário passou a ser o principal fornecedor de armas para o crime. Parece um absurdo, mas é verdade.

Segundo matéria do O POVO de 1º de agosto, desde 2007 foram arrombados e furtados ou roubados 14 fóruns no interior do Estado. O Fórum de Jaguaretama foi o último alvo dos bandidos, de onde levaram dez armas de fogo. No total já são 135 armas de fogo fornecidas ao mundo do crime. E pergunto: o que estão esperando o presidente do Tribunal de Justiça e o senhor secretário de Segurança Pública para tomarem uma medida que estanque esse fornecimento vergonhoso e imoral? Está mais do que provado que armas apreendidas não podem permanecer um dia sequer nos Fóruns, por absoluta falta de segurança.

E caso os contribuintes não saibam, o Estado do Ceará paga aos policiais por cada arma apreendida, o que significa dizer que o dinheiro público está sendo jogado no lixo, e os bandidos devidamente armados por quem deveria distribuir Justiça.

O Tribunal de Justiça e a Secretaria de Segurança Pública devem prestar contas dessas armas, pois a inércia de seus dirigentes beira a improbidade administrativa. Quantas armas foram levadas dos Fóruns? O que está sendo feito para recuperá-las? Quantas armas foram recuperadas? O que fazer para impedir novos arrombamentos e assaltos aos Fóruns? A cidadania exige respostas urgentes.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade