Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Advogados avaliam atendimento de cartórios

Por Frederico Vasconcelos

AASP anuncia os cinco cartórios mais eficientes do Fórum João Mendes Jr.

A Associação dos Advogados de São Paulo realizou no final de junho a campanha “De Olho no Fórum”, levantamento feito com mais de 800 associados para avaliar a qualidade dos serviços prestados pelos cartórios judiciais dos diversos fóruns da capital e do interior.

Eis os cinco cartórios mais bem avaliados do Fórum João Mendes Jr., o primeiro a ser pesquisado pela AASP:

12ª Vara da Família e Sucessões (coordenadora: Fiorella Moschini Mazini; juiz titular Ricardo Pereira Junior);

11ª Vara da Família e Sucessões (coordenador: Armando Carlos Lenza Stein; juíza titular Claudia Caputo Bevilacqua);

43ª Vara Cível (coordenadora: Darly Tonucci da Silva; juiz titular Fábio Coimbra Junqueira);

18ª Vara Cível (coordenador: Arlindo Cosmo Filho; juiz titular Luiz Bethoven Giffoni Ferreira);

Vara Central da Infância e Juventude, (coordenadora: Norma de Matos Costa; juíza titular Dora Aparecida Martins de Morais).

A pesquisa não envolve a função jurisdicional.

Nesta segunda-feira (13/8), o presidente da AASP, Arystóbulo de Oliveira Freitas, visitou o diretor do Fórum João Mendes Jr., Juiz Homero Maion, a quem informou os primeiros resultados da campanha.

“Isso pode dar um incentivo muito grande aos servidores e sem dúvida aos juízes também. As Varas que não foram bem avaliadas devem ter seus motivos, há uma grande carência no nosso Judiciário. Mas tudo isso vai incentivar a que melhoras ocorram”, afirmou o Juiz Homero Maion.

A assessoria de imprensa da AASP informa que, para efeito de divulgação, a campanha listou os cinco cartórios mais bem avaliados. A sexta colocação ficou com o cartório da 6ª Vara da Família e Sucessões, cuja coordenadora é Vera Lúcia de Siqueira Coscia, e o juiz titular é Homero Maion, diretor do Fórum.

Segundo Arystóbulo de Oliveira Freitas, “o que nos chamou a atenção logo de início foi que as avaliações coincidiam com as reclamações recebidas pela Ouvidoria da AASP. Esperamos que, uma vez apresentados os resultados, sejam empreendidos esforços para multiplicar os procedimentos que estão sendo adotados pelos cartórios que obtiveram êxito na avaliação dos associados”.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade