Mensalão: Relator dita ritmo do julgamento

Por Frederico Vasconcelos

De Vitor Pinto Chaves, professor da FGV-RJ, em artigo publicado na Folha sob o título “Barbosa segue lógica diferente da denúncia da Procuradoria”:

Ao iniciar o seu voto com a origem dos recursos, o desvio de recursos públicos ou privados e seguir para as fraudes nos bancos, o relator apresenta “enredo” um pouco diferente da Procuradoria.

Sua ordem de exposição procura enfatizar mais os fatos e menos as interpretações abrangentes. Não parte do pressuposto da existência duma quadrilha, mas pretende chegar lá através dos fatos.