Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Receita chegou a suspender CPF de Eliana

Por Frederico Vasconcelos

Para a ministra do STJ, episódio revela tentativa de intimidação da burocracia

Em entrevista à repórter Bárbara Pombo, do jornal “Valor Econômico“, publicada nesta segunda-feira (10/9), a ministra Eliana Calmon, ex-corregedora nacional de Justiça, revela que logo depois de a AMB, a Ajufe e a Anamatra oferecerem representação criminal contra ela, no final do ano passado, sob a acusação de violação de sigilo de magistrados, soube que a Receita Federal havia suspendido o seu CPF.

Eis trecho da reportagem:

Durante um almoço às vésperas do Natal, Eliana recebeu a notícia de que o seu CPF havia sido suspenso pela Receita Federal. “Um assessor me avisou. Disse que sentia muito”, conta entre lágrimas. A ministra entendeu que buscavam uma forma de intimidá-la. E pensou: “Estou ferrada”. Para Eliana, pareceu que queriam criar problemas por meio da Receita Federal. “Tinha acabado de saber da representação criminal. Fiquei muito mal”, afirma.

A resposta da Receita Federal foi de que o número de seu título de eleitor não era o mesmo do registrado em seu cadastro no órgão. “Nunca acreditei nisso. Mudei meu título da Bahia para Brasília há 23 anos. Já fiz diversas transações. A Receita nunca me questionou”, diz.

A solução para voltar à regularidade foi tirar outro título de eleitor. “Nunca aceitei a resposta. Mas deixei para lá”, afirma. “Quando ficamos preocupadas com algo que já foi resolvido, deixamos de resolver coisas que estão vivas”.

Com todos os caminhos fechados e sem diálogo com a cúpula do Judiciário, Eliana precisava de apoios. Foi se aconselhar com um amigo, ministro do Supremo, que a orientou a procurar a imprensa. Caso contrário, alertou, estaria “fragorosamente derrotada”. “Foi como se fosse a última trincheira para me salvar”, diz.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade