Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Mensalão: coerências e contradições

Por Frederico Vasconcelos

Os ministros Ricardo Lewandowski e Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, rebateram intervenções do ministro relator, Joaquim Barbosa, quando proferiam seus votos durante o julgamento da ação penal do mensalão nesta segunda-feira (15/10).

Eis trechos do relato de Ailton de Freitas em “O Globo“:

A ministra [Rosa Weber] se defendeu dizendo, com ironia, que não tinha a intenção de convencer o relator de nada, mas que estava convicta de seu voto.

De Lewandowski, ao refutar a afirmação de Barbosa, de que, “para ser absolutamente justo e coerente”, segundo o relator, o revisor “deveria absolver Marcos Valério e sua equipe”:

“Existe um mau vezo por parte dos colegas quererem cobrar coerência do voto dos demais. Isso é inaceitável em uma Corte superior. Na Suprema Corte, todos somos iguais, votamos de forma fundamentada. Vossa Excelência me cobrou coerência, já me cobraram isso anteriormente. Se for realmente apontar incoerência, serão muitas. Não me cobrem, porque, senão, vamos passar um pente-fino nos votos e vamos encontrar talvez algumas contradições”.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade