“Combate à corrupção é o caminho correto”

Por Frederico Vasconcelos

O ministro Joaquim Barbosa, que assumirá no próximo dia 22 a presidência do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, afirmou nesta terça-feira (6/11) que o Judiciário está no caminho certo ao definir metas de combate à corrupção e à improbidade administrativa.

“A definição de um planejamento estratégico com objetivos e ações coordenadas e com a inclusão de metas de combate à corrupção e à improbidade administrativa, sem dúvida, revela o compromisso do Judiciário com a qualidade da prestação do serviço jurisdicional”, declarou o ministro ao encerrar o VI Encontro Nacional do Judiciário em Aracaju (SE).

Segundo a assessoria de imprensa do CNJ, Barbosa considerou positiva a meta de julgar até o final de 2013 todos os processos de improbidade administrativa e ações penais relacionadas a crimes contra a administração pública que ingressaram na Justiça até 31 de dezembro de 2011.

“As ações de improbidade são muito importantes e não são tão numerosas como outros tipos de processos. É um número relativamente administrável em relação à massa de processos que tramitam no Judiciário brasileiro”, afirmou.

“Desde a primeira vez que foi estabelecida a fixação de metas, houve mobilização importante do Judiciário. Grosso modo, as metas foram cumpridas e, nas situações em que não foram alcançadas, chegou-se muito próximo. Esse é o caminho correto a seguir”, afirmou.

No encerramento do encontro, o ministro Ayres Britto homenageou seu sucessor: “Vou me despedir com esse conforto psicológico e realização pessoal de passar ambas as presidências a um ministro que honra o Judiciário e é imaculadamente ético e cívico”.