CNJ examina caso dos brindes no dia 5/2

Por Frederico Vasconcelos

O Corregedor Nacional de Justiça, ministro Francisco Falcão, combinou com o presidente do CNJ, ministro Joaquim Barbosa, colocar na pauta da sessão da próxima terça-feira (5/2) a análise sobre o sorteio de brindes entre juízes durante a festa de confraternização de fim de ano da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis).

O órgão recebeu as informações solicitadas ao Tribunal de Justiça de São Paulo.

Não haveria tempo para debater o tema na sessão extraordinária de hoje, por causa do julgamento do processo administrativo disciplinar para apurar suspeitas de irregularidades no setor de precatórios no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

O órgão deverá retomar o debate sobre a audiência pública que tratará da participação de magistrados em eventos patrocinados pela iniciativa privada.