STF firma acordo com fundação do Exército

Por Frederico Vasconcelos

Poupex/FHE concede crédito imobiliário a ministros e servidores do Supremo

 

O Supremo Tribunal Federal celebrou termo de compromisso com a Associação de Poupança e Empréstimo – POUPEX para concessão de linha de crédito imobiliário a ministros, servidores e inativos e pensionistas, mediante consignação em folha de pagamento.

A POUPEX é gerida pela Fundação Habitacional do Exército (FHE) e opera dentro das regras do Sistema Financeiro de Habitação. O convênio foi assinado por Fernando Silveira Camargo, diretor-geral do STF, e pelo general Eron Carlos Marques, presidente da POUPEX e da FHE.

A contratação pelo STF sugere que a fraude identificada em 2010 nos contratos fictícios firmados pela Associação dos Juízes Federais da 1ª Região (Ajufer) com a FHE/POUPEX não abalou a imagem dessa instituição financeira junto à cúpula do Judiciário.

No site da Poupex, o Supremo está citado na lista de mais de 30 tribunais com os quais a instituição mantém convênio.

Embora não tenha havido maior transparência, na época, para informar eventuais responsabilidades de servidores ou dirigentes, a FHE/POUPEX tomou as medidas apropriadas quando uma auditoria interna constatou as irregularidades nos contratos com a associação de magistrados: moveu ação ordinária na Justiça Federal da 1ª Região, cobrando uma dívida de R$ 21 milhões.

A ação de cobrança foi ajuizada, mesmo sabendo-se que alguns dos suspeitos –ex-presidentes da entidade, hoje investigados– eram magistrados influentes na Justiça Federal daquela região.