Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

OAB escolhe indicados para CNJ e CNMP

Por Frederico Vasconcelos

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil escolheu nesta segunda-feira (8/4) os novos representantes da advocacia que serão indicados ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Para o CNJ, foram escolhidos Paulo Eduardo Pinheiro Teixeira e Gisela Gondin Ramos. Já para o CNMP serão indicados os advogados Walter de Agra Júnior e Esdras Dantas de Souza.

Os quatro advogados foram escolhidos pelo voto secreto e em sessão aberta ao público, após passarem por sabatina. Serão ainda sabatinados pelo Senado Federal e deverão ter os nomes aprovados pelo plenário da Casa, para então serem nomeados aos cargos pela presidente da República.

Eis o perfil dos advogados escolhidos:

Paulo Eduardo Pinheiro Teixeira é natural de Natal (RN), onde atua como advogado. É formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Professor de Direito do Trabalho, foi presidente da OAB-RN, por dois mandatos consecutivos, de 2007 a 2012. Atualmente, integra o Conselho Federal.

Gisela Gondin Ramos é natural de Florianópolis (SC). É advogada militante desde 1981, formada pela Universidade Federal de Santa Catarina. Foi conselheira da seccional da OAB em Santa Catarina e integrou a diretoria no triênio 1998/2000. Atuou como como conselheira federal nos triênios 2004/2007 e 2007/2010. Em 2012, assumiu novamente a vaga no Conselho Federal, onde permanece até os dias atuais. É autora de inúmeras obras jurídicas e membro efetivo do Instituto dos Advogados do Brasil (IAB).

Walter de Agra Júnior é natural de Campina Grande (PB). Graduou-se pela Universidade Estadual da Paraíba em 1997, tem especialização em Direito Processual Civil e mestrado em Direito Processual pela Universidade Católica de Pernambuco. Na OAB da Paraíba, foi conselheiro seccional de 1997 a 2006 e, no Conselho Federal, atuou como conselheiro, além de presidir a Comissão Nacional de Exame de Ordem entre 2010 e 2012. Atualmente, integra a OAB Nacional como conselheiro federal.

Esdras Dantas é natural de Caicó (RN). Ingressou na advocacia em 1979, após graduar-se pela então Faculdade do Distrito Federal – CEUB. Pós-graduado em Direito Público Interno, já foi professor em instituições de ensino superior. Na OAB-DF, foi conselheiro seccional por cinco mandatos e presidiu a entidade de 1991 a 1995. Foi conselheiro federal por quatros mandatos consecutivos e ocupou o cargo de diretor-tesoureiro da OAB Nacional, no triênio 2001/2004.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade