CNJ terá dois novos conselheiros

Por Frederico Vasconcelos

Flavio Sirangelo e Rubens Curado serão os representantes da Justiça do Trabalho.

 

 

Flavio Portinho Sirangelo, juiz do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), e Rubens Curado, titular da Vara do Trabalho de Guaraí/TO, foram indicados para compor o Conselho Nacional de Justiça.

Serão representantes da Justiça do Trabalho no CNJ, ocupando as vagas de Lucio Munhoz e Ney Freitas, cujos mandatos se encerrarão em agosto.

Sirangelo e Curado foram eleitos nesta quarta-feira pelo Tribunal Superior do Trabalho. Os indicados serão submetidos a uma sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e deverão ter seus nomes aprovados pelo Plenário da Casa.

Sirangelo é ex-presidente do TRT/RS, onde atua há mais de 25 anos, em vaga destinada ao Ministério Público do Trabalho. Natural de Porto Alegre, é bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, especialista em Administração Judiciária pela American University, de Washington (EUA), e mestre em Direito pelo Washington College of Law. Atuou como juiz convocado no TST em diversas ocasiões.

Rubens Curado foi secretário-geral do CNJ no biênio 2009/2011 e secretário-geral da Presidência do TST no biênio 2011/2013. No CNJ, coordenou diversos projetos, entre os quais as tabelas processuais unificadas, a numeração única de processos e a implementação do sistema Renajud. É mestre em Direito pela Universidade de Brasília (UnB) e autor da obra “A Imunidade de Jurisdição dos Organismos Internacionais e os Direitos Humanos”.