Innovare cresce, sem prêmios em dinheiro

Por Frederico Vasconcelos

– Inscrições de novas práticas aumentam 12% em relação ao ano passado.

– Instituto mudou premiação, cumprindo resolução do Conselho Nacional de Justiça.

As inscrições para o Prêmio Innovare neste ano superaram o número de trabalhos que concorreram no passado, mesmo sem a premiação em dinheiro, adotada para cumprir a resolução do Conselho Nacional de Justiça.

Foram inscritas 463 práticas e monografias sobre formas de tornar o Judiciário mais eficiente, um total 12% superior ao do ano passado.

“Ficamos muito satisfeitos, porque isso demonstra  que as pessoas participam não pelo dinheiro, mas pela credibilidade do Innovare. O reconhecimento pelo trabalho é a verdadeira motivação”, afirma o diretor-presidente do Instituto Innovare, Sergio Renault.

Para as categorias já tradicionais (Advocacia, Defensoria, Juiz, Ministério Público e Tribunal), estão comcorrendo 355 práticas.

No Prêmio Especial, que este ano abriu espaço para todas as áreas do conhecimento, foram inscritas 108 monografias.

O próximo passo será a visitação das iniciativas inscritas por consultores especializados. Em seguida, as práticas e monografias serão julgadas por personalidades do mundo jurídico e acadêmico nacional que integram a Comissão Julgadora.

O Instituto Innovare conta com o patrocínio e apoio das Organizações Globo. Tem como um dos objetivos desenvolver a disseminação das práticas já identificadas, em parceria com o CNJ.

Em fevereiro, logo depois da decisão do CNJ de proibir que magistrados recebam prêmios, auxílios ou contribuições de entidades públicas e privadas, o Instituto Innovare anunciou que suspenderia a premiação em dinheiro.

Na ocasião, o Instituto publicou a seguinte nota de esclarecimento:

“Em razão da recente resolução do CNJ sobre o tema, o Instituto Innovare decidiu que não distribuirá mais premiação em dinheiro para as práticas vencedoras do Prêmio Innovare.

Os juízes e outros profissionais do direito que concorrem ao Prêmio Innovare se destacam pela dedicação a projetos realizados em benefício da sociedade.

O reconhecimento dos resultados positivos e, consequentemente, do valor do seu trabalho é sua verdadeira motivação.

O Prêmio Innovare, que este ano completa 10 anos, espera continuar a identificar e divulgar as práticas de sucesso que contribuem para uma Justiça mais rápida e eficaz”.