Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Juízes lançam campanha contra a corrupção

Por Frederico Vasconcelos

AMB quer colher sugestões para Judiciário “trabalhar melhor contra a corrupção”.

A AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) divulgou neste sábado (7/9) a seguinte notícia em seu site, a título de comemorar o Dia da Independência:

No dia em que o Brasil comemora mais um ano de sua independência, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) institucionaliza a campanha “Mais Ação Contra a Corrupção” onde todos os cidadãos podem deixar, na primeira etapa do projeto, a sua sugestão, no e-mail contracorrupcao@amb.com.br, e tornar ainda mais eficiente o trabalho do Judiciário brasileiro no combate à corrupção.

O Presidente da AMB, Nelson Calandra, explica o motivo da escolha do Dia da Independência do Brasil para esse lançamento. “No dia sete de setembro além das comemorações cívicas que a AMB participa lançamos uma campanha de combate à corrupção traduzindo todo o anseio popular manifestado nas ruas. Nós estaremos com a nossa página aberta, com os nossos veículos de comunicação disponíveis para colher sugestões de práticas que visem coibir, evitar e punir a corrupção no Brasil”.

O objetivo é coletar informações não apenas de integrantes do Poder Judiciário, mas de toda a sociedade para colaborar com o trabalho dos Magistrados nas causas relacionadas à corrupção. “Cada cidadão vai poder sugerir onde a Justiça poderá trabalhar melhor contra a corrupção. Essa é uma maneira democrática de se construir soluções com a sociedade. É uma proposta inovadora da AMB”, afirma o coordenador da campanha, Luiz Rocha.

“Nós queremos muito mais do que o julgamento de uma ação penal, queremos evitar os danos que esse tipo de comportamento deixa em uma sociedade democrática. É por isso, que a AMB inaugura uma campanha aberta à sociedade, buscando sugestões no aprimoramento das nossas ações para coibir as práticas ligadas à corrupção e criação de organizações criminosas no nosso país”, disse o Presidente da AMB, Nelson Calandra.

Luiz Rocha esclarece ainda que a campanha pretende contribuir com a Meta 18 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) junto aos Associados da AMB.  “O foco principal desse projeto é arregimentar boas práticas dentro do Judiciário fornecidas pelos Juízes e pela sociedade. Se o cidadão entende que o Judiciário pode ser mais eficiente contra a corrupção, ele vai poder interagir com a AMB, entrar na página, apresentar a sua sugestão seja identificado ou não, pois será resguardado o sigilo daqueles que não quiserem se identificar”.

As informações serão levadas para um grupo de análise e uma vez identificada como uma prática real do Judiciário será divulgada entre os Magistrados associados. Caso, eventualmente, não estejam ligadas diretamente ao trabalho da Justiça serão encaminhadas para as instituições competentes.

Não deixe de participar pelo e-mail contracorrupcao@amb.com.br.

 

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade