Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Mais quatro processos da Bahia no CNJ

Por Frederico Vasconcelos

Mário Hirs e Telma Brito respondem por descumprimento de determinações.

 

Permanecem na pauta do Conselho Nacional de Justiça –que antecipou sessão ordinária para a próxima terça-feira (12/11)– quatro processos envolvendo os desembargadores Mario Alberto Simões Hirs e Telma Laura Silva Britto, respectivamente, presidente e ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia afastados provisoriamente das funções sob acusação de participação no pagamento de precatórios inflados. (*)

O relator dos quatro procedimentos é o ministro Francisco Falcão, corregedor nacional de Justiça.

O primeiro caso envolve apenas a ex-presidente, em reclamação que apura denúncia de infração disciplinar de magistrado. A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) ingressou como parte interessada no processo.

Há ainda três sindicâncias em que são alvo Mário Hirs e Telma Brito, sendo partes interessadas a AMB e a Associação dos Magistrados da Bahia (Amab). Tratam de não cumprimento de determinações da corregedoria, de serventias extrajudiciais e de deficiências do tribunal na entrega de declarações de renda.

Em recente entrevista coletiva, o presidente afastado sustentou que o Judiciário baiano tem sido vítima de perseguição do CNJ.

Em seu voto na última sessão, a representante do Ministério Público Federal, Luiza Cristina Frischeisen, afirmou que “a desorganização do Tribunal de Justiça da Bahia já havia sido identificada pelos corregedores anteriores e continua acontecendo”.

—————————————————————————————————————————–

(*) RECLAMAÇÃO DISCIPLINAR 0005355-64.2013.2.00.0000; SINDICÂNCIA 0002205-75.2013.2.00.0000 ; SINDICÂNCIA 0002206-60.2013.2.00.0000; SINDICÂNCIA 0002204-90.2013.2.00.0000

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade