Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

Advogados avaliam a mídia no mensalão – 16

Por Frederico Vasconcelos

Luiz Francisco Corrêa Barbosa: Muitas vezes a mídia pauta o magistrado.

A seguir, trechos da entrevista com o advogado Luiz Francisco Corrêa Barbosa, defensor do réu Roberto Jefferson Monteiro Francisco, publicada no livro “AP 470 – Análise da intervenção da mídia no julgamento do mensalão a partir de entrevistas com a defesa”.

 

Antes, o juiz não se preocupava com o aplauso ou vaia, expressão de sua independência. Hoje, vê-se muitas vezes, a mídia pauta o magistrado.

Estou entre os que defendem a irrestrita liberdade de imprensa, no seu mais amplo sentido. Liberdade de informar, pesquisar, opinar, criticasr, por mais acre que seja esse exercício. O que revela é a verdade. Os “olhos da Nação”, como dizia Ruy, não podem sofrer limitação dentro da verdade.

A imprensa não é um poder. Mas um fiscal. O conflito depende da informação ou crítica com verdade ou não. E o Judiciário, por seus órgãos e membros, naturalmente, está sujeito legitimamente a isso.

Claro que pode haver forte influência da mídia na formação da opinião pública. Para isso é que se luta por um Judiciário independente, o que depende da formação, seleção e conseguinte exercício de seus juízes. (…) Já o papel do advogado, como pontificou Antônio Evaristo, é a provocação desse brio independente do magistrado.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade