Frederico Vasconcelos

Interesse Público

 -

Repórter especial, trabalha na Folha desde 1985. No blog, reúne textos investigativos, aborda gastos públicos, política nacional e judiciário.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

TJ-BA exonera “Desembargador 0800”

Por Frederico Vasconcelos

O presidente em exercício do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargador Eserval Rocha, exonerou o servidor Ailton Silva do cargo em comissão de “Assessor Jurídico da Presidência”. Desembargador aposentado, ele administrava o setor de precatórios do tribunal baiano. Sindicância realizada pelo Conselho Nacional de Justiça descobriu que ele fora convidado para “prestar serviços de forma gratuita ao tribunal”.

Na sessão de 5/11, quando o CNJ afastou de suas funções os desembargadores Mário Alberto Simões Hirs e Telma Laura Silva Britto, respectivamente, presidente e ex-presidente do tribunal, o ministro Francisco Falcão, corregedor nacional de Justiça, citou em seu voto que Ailton Silva é conhecido como “desembargador 0800”, por supostamente não cobrar pelos serviços.

Naquela ocasião, em decisão unânime, o colegiado decidiu que Silva seria investigado em sindicância, caso fosse confirmado que o ex-magistrado ocupa cargo de confiança no TJ-BA.

O decreto publicado na edição de hoje do “Diário da Justiça” do TJ-BA evidencia que Ailton Silva era servidor em cargo de comissão.

No mandado de segurança impetrado no Supremo Tribunal Federal, os desembargadores Mário Hirs e Telma Britto afirmam que “o CNJ não indicou nem cogitou de prática de qualquer ato ilícito por parte desse ex-desembargador” [Ailton Silva].

Obs. – Texto com correção, por erro de digitação, às 20h45.

Blogs da Folha

Categorias

Sites relacionados

Publicidade
Publicidade
Publicidade