Nalini e Sartori, dois estilos

Por Frederico Vasconcelos

Sartori e Nalini Dois estilos

A polêmica questão da desocupação de salas do Tribunal de Justiça de São Paulo utilizadas pelo Ministério Público nas comarcas de Carapicuíba, Santos, Sorocaba e São Vicente é mais um episódio a evidenciar as diferenças de estilo entre o presidente José Renato Nalini e seu antecessor Ivan Sartori.

Em dezembro, no final da gestão Sartori, o TJ-SP impetrou mandado de segurança em que pedia a desocupação das salas no prazo de 15 dias.

O relator, desembargador Luis Ganzerla, determinou a desocupação dos espaços no prazo de 30 dias.

Na última terça-feira, Ganzerla atendeu o pedido do TJ-SP, na gestão Nalini, para suspender o mandado de segurança pelo prazo de 60 dias.

Objetivo da suspensão:  “Alcançar solução entre as partes”.

————————————————–

(*) Processo: 2065128-79.2013.8.26.0000