Solidariedade e gastos eleitorais

Por Frederico Vasconcelos

“Com tanta gente disposta a colaborar, PT não precisa posar como refém do caixa 2”, afirma a jornalista Dora Kramer em coluna sob o título “Filhos pródigos”, na edição deste domingo (2/1) do jornal “O Estado de S. Paulo“, ao tratar dos quase R$ 2 milhões arrecadados para saldar dívidas de multas de José Genoino e Delúbio Soares.

“É de se perguntar (…) se um partido com essa capacidade de mobilizar recursos individuais não teria meios para fazer o mesmo em relação às campanhas eleitorais”, afirma a colunista.

“Daria um bom exemplo às demais legendas de como é possível se sustentar sem recorrer a recursos públicos nem ao caixa ‘não contabilizado’, do qual o PT alega ter sido uma vítima, em sua versão de que o mensalão não existiu.”