Bochenek vence eleição na Ajufe

Por Frederico Vasconcelos

Ajufe nova diretoriaFuturo presidente, Antônio César Bochenek, do Paraná, teve o apoio do presidente da entidade, Nino Toldo.

O juiz federal Antônio César Bochenek, do Paraná, foi eleito presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) para o biênio 2014/2016, com 57% dos votos válidos. Ele encabeçou a chapa “Avançar na Luta”, apoiada pelo atual presidente da entidade, desembargador Nino Toldo.

Em segundo lugar, ficou a chapa “Democracia e Ação”, liderada pelo juiz federal Antônio Henrique Silva, com 320 votos (25,2%), e, em terceiro lugar, a chapa “Nova Ajufe”, liderada por Eduardo Cubas, com 218 votos (17,16%).

“Agradeço a confiança depositada na chapa ‘Avançar na Luta’, e em mim especialmente, pelos colegas magistrados federais de todo o Brasil. Eles podem ter certeza que vamos colocar em prática todos projetos que constam do nosso programa de campanha e que seremos inflexíveis na defesa dos interesses da magistratura e dos magistrados federais”, afirmou Bochenek.

Em comum, os três candidatos apresentaram a valorização dos juízes federais como uma das prioridades.

O atual presidente da Ajufe comentou o resultado: “Foi uma vitória expressiva – 724 votos em 1.270 possíveis. Isso demonstra o acerto do caminho escolhido pela gestão e o pensamento da maioria absoluta dos associados no sentido da união da classe como forma de obter as conquistas que a classe deseja e merece”.

“Desejo ao Bochenek sucesso na gestão da Ajufe e que ele, a partir do rumo certo que trilhou a Ajufe, possa avançar na luta por dias melhores para a magistratura federal. Eu tenho certeza de que, com a diretoria que ele terá consigo, esse caminho será de sucesso”, disse Toldo.

O presidente eleito cumprimentou os colegas Antônio Henrique e Eduardo Cubas pelo alto nível da campanha, “esperando que, daqui pra frente, estejamos juntos para o bem da nossa classe e o crescimento continuo da nossa Ajufe”.

No último dia 21 de março, em depoimento ao Blog, Bochenek disse que “é necessário que a Ajufe resgate a valorização da carreira e a autoestima dos magistrados federais que hoje se sentem isolados, sem representatividade”.

“As vozes dos juízes federais não se fazem ouvir. É necessário aperfeiçoar o desenho institucional da Justiça Federal porque o seu formato atual não atende as nossas reivindicações”, afirmou o candidato.

Antônio César Bochenek é Juiz federal aprovado no VIII concurso do TRF da 4ª Região. Atuou em Curitiba, Foz do Iguaçu e Ponta Grossa. Foi presidente da APAJUFE –que reúne os juízes federais do Paraná– no biênio 2012-2014. É Doutor pela Universidade de Coimbra/Portugal.

Junto com Bochenek foram eleitos Candice Lavocat Galvão Jobim (vice-presidente da 1ª Região); Eduardo Brandão de Brito Fernandes (vice-presidente da 2ª Região); Fernando Marcelo Mendes (vice-presidente da 3ª Região); Rodrigo Machado Coutinho (vice-presidente da 4ª Região) e André Luís Maia Tobas Granja (vice-presidente da 5ª Região).

O secretário-geral da Ajufe será o juiz federal Roberto Carvalho Veloso, do Maranhão.

Em seu programa, Bochenek defendeu a diminuição do “fosso remuneratório com Ministério Público e as magistraturas estaduais”, o aprimoramento da Justiça Federal e do Judiciário, especialmente com a nova Lei de Organização da Justiça Federal, a estruturação das Turmas Recursais e a criação e ampliação dos Tribunais Regionais Federais.