Sentença inspirada em Odorico Paraguaçu

Por Frederico Vasconcelos

Odorico Paraguaçú
O site “Migalhas” reproduz trecho de decisão em que um juiz de direito de Coronel João Sá, na Bahia, lembrou o personagem Odorico Paraguaçu –o prefeito de Sucupira, na novela “O Bem Amado”– ao analisar um pedido de indenização.

No caso, um delegado alegou que um ex-prefeito o chamara de “lástima”, durante cerimônia de inauguração em plena praça pública, por causa dos crimes sem solução no município.

Para o magistrado, “é comum nos políticos brasileiros as chamadas falas de efeito (…), em que se utiliza de expressões mais fortes como forma de chamar a atenção da plateia para o teor do discurso”.

Entre as frases transcritas na peça, o prefeito de Sucupira reclama do “acusatório destabocado”, do “perguntório”, da “confabulância político-sigilista” e dos “calunismos”.

Inspirado em Dias Gomes, o magistrado tratou dos “providenciamentos necessários”.

Decidindo no caso em espécie, observou que o prefeito Odorico Paraguaçu “não utilizava as suas frases de efeito para ofender à honra ou a imagem das pessoas, como fez o demandado”.

“Com  a alma lavada e enxaguada”, no dizer de Paraguaçu, o ofendido recebeu a indenização pleiteada. Quarenta salários mínimos.