Defensoria paulista: Vernaschi é o mais votado

Por Frederico Vasconcelos

Rafael VernaschiCom 60% dos votos, candidato à sucessão de Daniela Sollberger defende melhoria da gestão interna.

Rafael Valle Vernarschi foi o candidato mais votado para suceder a Daniela Sollberger no cargo de Defensor Público-Geral do Estado de São Paulo. Ele obteve 324 votos (60% do total).

Vernaschi integra a nova geração de defensores públicos, tendo ingressado na Defensoria Pública em 2006, no primeiro concurso da carreira. Ele concorreu com Davi Eduardo Depiné Filho.

O primeiro e segundo colocados no pleito aguardarão a nomeação pelo governador Geraldo Alckmin, o que deverá ocorrer 15 dias depois de publicado o resultado da eleição. A posse oficial do novo defensor público-geral será no dia 26 de maio.

Em nota oficial, a Associação Paulista de Defensores Públicos (Apadep) elogiou o comportamento da Defensora-Geral, Daniela Sollberger, ao longo do pleito, e manifestou a expectativa de que o governador respeite a decisão democrática da maioria dos defensores.

Vernarschi atribui o resultado da eleição à “necessidade de renovação e melhoria da gestão interna”, uma vez que os gestores atuais estão há oito anos na administração da Defensoria.

Ele disse que o processo eleitoral foi marcado pelo debate de ideias. O grupo que apoia Vernaschi elegeu quatro candidatos para compor o Conselho Superior da Defensoria Pública do Estado de São Paulo. “A gente vai ter maioria no Conselho e, de modo geral, a expectativa é de governabilidade tranquila”, diz Vernaschi.

No último dia 6, em texto publicado neste espaço, o candidato defendeu uma gestão desburocratizada e descentralizada no processo de tomada de decisões.

Vernaschi é conselheiro eleito representante da capital e região metropolitana no Conselho Superior da Defensoria Pública do Estado de São Paulo (2012/2014). Foi Presidente (2010/2012) e Vice-Presidente (2008/2010) da Associação Paulista de Defensores Públicos (Apadep), além de Conselheiro Consultivo da Associação Nacional de Defensores Públicos (Anadep).

É formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP) e especialista em Direitos Humanos pela Escola Superior da Procuradoria-Geral do Estado de São Paulo (ESPGE-SP). Também cursa especialização em Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas – FGV (conclusão em julho de 2014).

Eis a nota distribuída pela Apadep:

 

A Associação Paulista de Defensores Públicos (Apadep) parabeniza todos os candidatos participantes do processo eleitoral e em especial a comissão organizadora e servidores da Defensoria Pública do Estado de São Paulo pelo profissionalismo e excelência, manifestando votos de sucesso aos conselheiros eleitos e ao candidato mais votado para exercer o cargo de Defensor Público Geral do Estado, Rafael Valle Vernaschi.

Parabenizamos  também o segundo candidato mais votado Davi Depiné pela postura democrática ao longo do processo e pelo apreço aos defensores e servidores demonstrado em todos os contatos durante a campanha. Estamos certos que sua postura de respeitar a decisão democrática da maioria dos defensores públicos, além de um grande gesto que legitima a autonomia da carreira de defensor público, reflete sua conduta desde os primórdios da Instituição como presidente desta associação.

Destaca-se ainda a postura da Defensora Pública Geral Daniela Sollberger ao longo do pleito, de forma que esperamos que a representante externa da Instituição, ao encaminhar a lista dúplice ao governador, expresse a vontade manifesta das urnas.

Por outro lado, a opção por parte do Governador por aquele que obteve a maioria absoluta (324 votos / 60% do total) indicará enorme consideração do Executivo à autonomia da Instituição, bem como reafirma o comprometimento do atual mandatário pelo fortalecimento da Defensoria Pública, Instituição criada por sua lavra, em gestão que compreendeu o ano de 2006, lembrando que em todas as eleições em que teve oportunidade de escolher o chefe da Instituição o Governador Geraldo Alckmin adotou a postura de indicar o mais votado.

A Associação Paulista de Defensores Públicos externa, assim, seu apreço à decisão da carreira bem como a expectativa democrática de indicação do mais votado, comprometendo-se a auxiliá-lo no cumprimento de sua missão constitucional de contínuo esforço em prol do amplo acesso à justiça e de construção de uma sociedade mais livre, justa e solidária.

São Paulo, 27 de abril de 2014.

Diretoria da Associação Paulista de Defensores Públicos – Apadep