Um ministro que não precisa de cargos

Por Frederico Vasconcelos

O comentário abaixo sobre o ministro Joaquim Barbosa foi enviado ao Blog por Ana Lúcia Amaral, procuradora regional da República aposentada.

Joaquim e aposentadoria
Joaquim Barbosa é o avesso do que sempre dominou nos meios jurídicos, e pelos comentários dos advogados continuará dominando, que é a hipocrisia do discurso jurídico. Pagando-se bem, desenvolvem “teses” para demonstrar que o culpado é a vítima, sem o menor constrangimento.

Poucos têm a bagagem jurídica e humanística de Joaquim Barbosa. Dada sua estrutura moral pode deixar de ser ministro do Supremo Tribunal Federal. Não precisa de cargos de destaque para ser o que é.

Sei que encontrará melhores ambientes onde poderá aplicar seu talento e elevado espírito público.

Pena que este País ainda não tenha atingido o estágio civilizatório capaz de comportar, em sua Corte Suprema, alguém como Joaquim Barbosa.