Janot cria “Gabinete de Crise” para a Copa

Por Frederico Vasconcelos

Órgão de caráter preventivo funcionará em Brasília e terá grupo de apoio nos Estados-sede da Copa do Mundo.

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, instituiu por meio de portaria o “Gabinete da Crise para a Copa do Mundo FIFA 2014”.

A ideia é montar uma estrutura com a participação de membros do Ministério Público Federal e dos Ministérios Públicos Estaduais para que possa agir rapidamente nos locais onde eventualmente haja necessidade de atuação do MPF.

O gabinete exercerá suas atividades a partir desta segunda-feira (2) e será encerrado em 31 de julho.

Serão realizadas as primeiras reuniões do grupo em Brasília, nos próximos dias 6, 9 e 10 de junho.

O gabinete será coordenado por Janot e terá um grupo de apoio vinculado ao seu gabinete. O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, participará como convidado.

São integrantes do gabinete, além de Janot, os procuradores-gerais de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, do Ministério Público Militar e dos Ministérios Públicos dos Estados que sediarão a Copa do Mundo FIFA 2012, e um membro do Conselho Nacional do Ministério Público.

O grupo de apoio ao Gabinete de Crise contará com os seguintes integrantes:

O chefe de gabinete do PGR; o secretário-geral do Ministério Público da União e adjunto; o secretário geral do CNMP e adjunto; o secretário de Pesquisa e Análise da PGR; o secretário de Cooperação Internacional da PGR; a secretária de Comunicação Social da PGR; um membro auxiliar do CNMP e um membro auxiliar do MPF.

O Procurador-geral da República e os procuradores-gerais indicarão membros para integrarem regionalmente o grupo de apoio ao Gabinete de Crise.