Calmon é o corregedor do CNJ no recesso

Por Frederico Vasconcelos

Calmon na corregedoria

O conselheiro Guilherme Calmon, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), exerce a função de corregedor nacional de Justiça durante o mês de julho, em substituição ao titular do cargo, ministro Francisco Falcão.

A indicação do conselheiro foi feita pelo próprio ministro Falcão.

De acordo com a Portaria n. 27, publicada em 12/3, Calmon exercerá as atribuições de corregedor entre os dias 1º e 31 de julho, período em que o CNJ estará de recesso.

Desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, Calmon está em seu primeiro mandato no CNJ.