Dilma escolhe juíza para vaga do TST

Por Frederico Vasconcelos

MARIA HELENA MALLMANNA presidente Dilma Rousseff encaminhou ao Senado Federal o nome da desembargadora Maria Helena Mallmann para exercer o cargo de ministra do Tribunal Superior do Trabalho na vaga reservada a juízes de carreira.

Maria Helena presidiu o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (Rio Grande do Sul) no biênio 2012/2013. Ela vai ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do ministro Carlos Alberto Reis de Paula, ex-presidente do TST.

A magistrada deverá ser sabatinada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado e, sendo aprovada, seu nome será submetido ao plenário da Casa.

A lista tríplice com candidatas ao TST foi definida em abril. Maria Helena concorreu com as desembargadoras Maria Doralice Novaes (São Paulo) e Luíza Aparecida de Oliveira Lomba (Bahia).

Segundo informa o TRT-4, Maria Helena é natural de Estrela (RS). Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) de São Leopoldo (RS), em 1976.

Ingressou na magistratura do trabalho em 1981 e foi promovida a presidente de Junta de Conciliação e Julgamento em agosto de 1986 e, em 2001, a desembargadora do TRT, do qual foi vice-presidente (2009-2011) e presidente (2011-2013).

Foi vice-presidente e presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho da 4ª Região e da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra).