Polêmica de Hulk ilustra julgamento

Por Frederico Vasconcelos

Borelli e Hulk

A controvertida jogada em que Hulk recebeu o cartão amarelo no jogo contra o Chile serviu como exemplo no julgamento que condenou o juiz Gercino Donizete do Prado pelo recebimento de propina, na última quarta-feira (2), no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Ao proferir seu voto, o desembargador Borelli Thomaz citou o jogador Hulk, quando tratou da tentativa da defesa de desqualificar testemunhos desfavoráveis ao juiz Gercino.

O lance envolvendo o jogador –“se Hulk pôs ou não o braço na bola”– foi mencionado como exemplo de distintos modos de apreender a realidade:

“Com o mesmo ângulo dos comentaristas desportivos, não chegamos à conclusão, até agora, se Hulk pôs ou não o braço. Há quem o defenda severamente. Outros dizem que a caixa torácica dele é tão grande que até caberia outra bola. É o mesmo fato. A percepção é diferente”, comentou o magistrado.