Nancy Andrighi e os juízes aposentados

Por Frederico Vasconcelos

Sidnei Beneti e Nancy Andrighi

Para a próxima corregedora nacional, o magistrado aposentado pode colaborar para tornar a Justiça ágil.

No informativo sobre a posse da ministra Nancy Andrighi na Corregedoria Nacional de Justiça –que ocorrerá na próxima terça-feira (26)– o CNJ cita que durante a sabatina no Senado a sucessora do ministro Francisco Falcão “considerou positivo que juízes aposentados continuem a trabalhar em um quadro paralelo, para colaborar na agilidade judiciária”.

Nas homenagens de despedida do ministro Sidnei Beneti, que atingiu a compulsória nesta quinta-feira (21), coube a Nancy Andrighi saudá-lo em nome dos colegas durante sessão da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça:

“Externo meu desejo de que continue a ser nosso companheiro em outros caminhos e já pedi ao senhor para ir ao Conselho Nacional de Justiça prestar inestimáveis serviços à corregedoria. A sua marca é a alegria de viver”, disse a futura corregedora, segundo relato publicado no site “Migalhas“.