Juízes gaúchos debatem o golpe de 64

Por Frederico Vasconcelos

Flávio Tavares LivroNesta terça-feira (26), magistrados gaúchos debatem o tema “O 31 de março de 1964”, em painel que terá como palestrantes o jornalista Flávio Tavares e o historiador Voltaire Schilling.

O evento será realizado no mini-auditório da Escola Superior da Magistratura (*).

O convite para o encontro é feito por Luiz Felipe Silveira Difini, vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul e presidente da Comissão de Direitos Humanos; Mauro Evely Vieira de Borba, diretor do Departamento de Direitos Humanos da Ajuris (Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul) e Cláudio Luís Martinewski, diretor da Escola Superior da Magistratura.

Em artigo publicado nesta segunda-feira (25) no jornal “Zero Hora“, do Rio Grande do Sul, sob o título “50 anos depois, ainda o silêncio?”, o desembargador Newton Fabrício, do TJ-RS, comenta que o livro de Flávio Tavares (“1964: O Golpe”) “traz revelações surpreendentes sobre a participação do governo americano na origem do golpe militar de 64, a ponto de transcrever um diálogo do próprio John Kennedy com sua assessoria e com o embaixador Lincoln Gordon, nos idos de 1963, no qual Kennedy deixa clara a sua autorização para o que viria a acontecer”.

O magistrado cita que o jornalista tem sido convidado para palestrar em universidades de outros Estados e no interior do Rio Grande do Sul. “No entanto, em Porto Alegre, capital do Estado, as universidades e as entidades associativas não têm demonstrado o devido interesse em ouvir os detalhes da pesquisa de Flávio Tavares nos arquivos confidenciais do governo americano”.

“O jornalista Flávio Tavares é conhecido e respeitado internacionalmente. Não bastasse isso, é uma testemunha viva da História dos anos 60, pois foi preso e torturado pelo regime militar”, registra o desembargador, no artigo.

“Se existe a Comissão da Verdade, por que o desinteresse em promover debates mais profundos sobre a origem do golpe?”, pergunta Fabrício.

Em seu blog, “Peleando contra o Poder”, Fabrício reproduz alguns trechos do livro.

———————————————————————-

Serviço:

Evento: Painel “O 31 de março de 1964”
Data: 26/8 às 19h
Local: Escola Superior da Magistratura (Rua Celeste Gobbato, 229 – Porto Alegre/RS).