Estados que reclamam da lentidão

Por Frederico Vasconcelos

Um magistrado, atento leitor do Blog, não entendeu o seguinte trecho do post anterior, que trata dos registros de reclamações sobre morosidade processual recebidas pela Ouvidoria do Conselho Nacional de Justiça.

Eis o que foi publicado:

“O atraso em julgamentos motivou mais da metade das demandas vindas de nove estados – 73% são do Pará e 70% do Acre“.

Consultado pelo Blog, o CNJ esclareceu, por meio de sua assessoria de imprensa, que os dois Estados (Pará e Acre) foram mencionados porque lideram a lista dos Estados em que mais da metade das manifestações na Ouvidoria do CNJ tratavam de morosidade processual.

O texto original da notícia foi revisto, a título de eliminar a dúvida sobre aquele trecho:

O atraso em julgamentos motivou mais da metade das demandas vindas de nove estados – sendo as maiores proporções no Pará (73%) e no Acre (70%)”.

O quadro abaixo lista o número de demandas nos nove Estados.

Morosidade nos Estados, segundo o CNJ