CNJ fará sessões extraordinárias

Por Frederico Vasconcelos

CNJ EM CASA NOVAAparentemente, começou a fazer efeito o ofício firmado por sete conselheiros do Conselho Nacional de Justiça, no último dia 4, recomendando ao  ministro Ricardo Lewandowski a realização de sessões extraordinárias em 2015 para reduzir o acúmulo de processos não julgados.

O CNJ informa que haverá cinco sessões plenárias extraordinárias entre novembro e dezembro deste ano.

Portaria assinada por Lewandowski estabelece que as reuniões extras serão nos dias 28 de novembro e em 1º, 5, 12 e 15 de dezembro, todas com início previsto para as 9h. Além das sessões extraordinárias, o CNJ realizará também duas sessões ordinárias que já estavam agendadas para os dias 2 e 16 de dezembro.

O CNJ julgava de 40 a 60 processos por sessão. Na gestão atual, a média caiu para 15 julgamentos.

O receio de esvaziamento do órgão voltara a preocupar alguns conselheiros nesta semana. A sessão da última terça-feira, por exemplo, teve início às 14h e sofreu interrupção para a tradicional pausa do cafezinho.