MP-SP investiga compras da CSN

Por Frederico Vasconcelos

O Ministério Público e a Polícia Militar do Estado de São Paulo realizaram na última segunda-feira (23) diligência que prendeu três pessoas e cumpriu nove mandados de busca e apreensão na capital.

A operação é parte de investigação, iniciada em janeiro pela 1ª Promotoria Criminal da capital, que apura um esquema de superfaturamento em compras da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e o pagamento para facilitação nas concorrências internas.

Segundo informa o MP-SP, os suspeitos presos são funcionários do setor de compras da CSN, investigados juntamente com intermediários de empresas fornecedoras da siderúrgica.

O MP-SP esclarece que os valores apontados inicialmente pela imprensa como o montante desviado pelo esquema não corresponde à realidade, uma vez que até o momento o total não foi apurado. A investigação comprovou que o valor desviado foi utilizado pelos suspeitos para a aquisição de bens, parte deles já recuperados.

A investigação continua e é protegida por sigilo.

A operação teve a participação de Promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e da PM.