Cotas no Judiciário geram dilemas

Por Frederico Vasconcelos

Trechos de editorial de “O Estado de S. Paulo“, na edição desta quarta-feira (17), sob o título “A cota nos tribunais”.

***

“Se um juiz que entrou na carreira favorecido pelo sistemas de cotas não tiver a mesma eficiência e precisão de um juiz que foi escolhido pelo princípio do mérito, certamente se tornarão flagrantes as injustiças no julgamento de conflitos que envolvem direitos e patrimônio dos cidadãos.

Nesse caso, o juiz ineficiente será punido pela corregedoria judicial ou ficará imune, por ser ‘cotista’? Se for punido, a corregedoria poderá ser acusada de racismo?”

(…)

“Quanto mais forem banalizadas as políticas de ação afirmativa, mais distante o Brasil estará daquilo que o presidente do STF chama de ‘pacificação e integração'”.