Maioridade penal e vírgulas

Por Frederico Vasconcelos
“Só cumprimos o regimento, e eu duvido que alguém tenha condições de contestar tecnicamente uma vírgula do que estou falando.” [Eduardo Cunha, presidente da Câmara Federal, sobre a aprovação da redução da maioridade penal rejeitada na véspera, em declaração publicada na Folha]
***
“De certa forma, tivemos aquela saída do então líder do PMDB na Câmara, Michel Temer, na reforma da Previdência (governo Fernando Henrique Cardoso). E reafirmei esses dias o que disse no passado, quando dei a liminar (suspendendo a votação). Não estou prejulgando. A Constituição Federal é muito clara ao dispor que, rejeitada ou declarada prejudicada certa matéria, a reapresentação só pode ocorrer na sessão legislativa seguinte. É o parágrafo quinto do artigo 60, que está em bom vernáculo e bom português. Agora, parece que a tendência é vingar o jeitinho brasileiro.” [Ministro Marco Aurélio Mello, em declaração publicada no “Correio Braziliense“]