Transparência e sabatina de Janot

Por Frederico Vasconcelos

A Transparência Internacional divulgou carta aberta em que conclama os Senadores a atuarem com “espírito republicano” durante a sabatina do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta quarta-feira (26).

A ONG afirma esperar que “interesses individuais conflitantes” não ameacem os interesses da nação.

Eis a íntegra da manifestação:

***

Carta aberta da Transparência Internacional sobre sabatina ao Procurador-Geral da República
A Transparência Internacional, organização global de combate à corrupção, conclama hoje (25/8) os Senadores brasileiros que sabatinarão e, posteriormente, votarão em plenário a recondução do Sr. Procurador-Geral da República Rodrigo Janot a atuarem com o mais elevado espírito republicano e com a consciência plena do que deles esperam a população brasileira e a comunidade internacional.

O que se espera dos senhores Senadores é que exerçam com rigor o rito constitucional de examinar a idoneidade da nomeação através de arguição pública e votação secreta. Espera-se, ainda, que este importante processo se atenha estritamente aos interesses da nação e do controle da legalidade e que não possa, de maneira alguma, ser ameaçado por interesses individuais conflitantes.

Se a comunidade internacional espantou-se com a dimensão da corrupção descortinada nos recentes escândalos no Brasil, também reconhece o mérito das instituições do país que estão dando sinais de intolerância crescente a uma cultura arraigada de impunidade. Este vigor das instituições brasileiras está em grande medida amparado pelo Ministério Público Federal e sua atuação na Operação Lava-Jato, que não tem se detido por poder econômico ou político em suas investigações, pedidos de prisão e acusações à Justiça – cumprindo suas funções como dita a lei.

O Brasil pode sair desta crise com instituições mais fortes do que nunca e uma população que volte a acreditar em sua classe política e na luta do país contra a corrupção. Esperamos hoje que os senhores Senadores demonstrem com grandeza que são parte desta construção.

Junto ao povo brasileiro, a Transparência Internacional tem seus olhos hoje postos em Brasília.
Alejandro Salas
Diretor Regional para as Américas – Transparency International