Ódio e intolerância religiosa em Goiás

Por Frederico Vasconcelos

A Fundação Cultural Palmares protocolou no Ministério Público Federal em Goiás nesta sexta-feira (18) representação de crime de ódio e intolerância religiosa contra templos de candomblé nas cidades goianas de Santo Antônio do Descoberto, Águas Lindas e Valparaíso de Goiás.

De acordo com a representação, nos últimos meses terreiros de candomblé nas três cidades foram alvo de disparos de arma de fogo, além de furtos e incêndios.

Segundo informa o MPF-GO, a Fundação Palmares solicitou providências para salvaguardar os direitos étnicos individuais, coletivos e difusos; garantir a liberdade de crença e o livre exercício de cultos religiosos e proteger o patrimônio material e imaterial de matriz africana.

Os representantes da fundação foram recebidos pelo procurador da República Marco Túlio de Oliveira e Silva, que analisará se o MPF detém a atribuição para a condução do caso.