Corregedoria faz faxina no TRF-1

Por Frederico Vasconcelos

A Corregedoria Nacional de Justiça resolveu intervir na 1ª Seção do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, com sede em Brasília.

O órgão encontrou 18 mil petições para serem juntadas e descobriu, numa garagem, um depósito repleto de recursos não analisados pelo tribunal.

A ministra Nancy Andrighi decidiu implantar na Corte um programa piloto, o Projeto de Aceleramento de Julgamentos, para reduzir o acervo de processos relativos a questões previdenciárias e sobre servidores públicos.

A corregedora nacional convocou 12 juízes federais, que atuarão sob a coordenação de dois desembargadores estaduais, com a missão de reduzir em 80% o acervo de processos parados na 1ª Seção do TRF-1, priorizando os recursos que entraram até 2012.

Cerca de 100 mil recursos sobre matéria previdenciária e de servidores públicos tramitam naquela seção. As reclamações acerca de lentidão do órgão chegam com frequência à Corregedoria do CNJ.