CNJ faz sessão plenária virtual

Por Frederico Vasconcelos

Sistema Nacional de Videoconferência poderá ser usado pela magistratura em reuniões, oitivas e interrogatórios.

O Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) reúne-se, nesta terça-feira (27), a partir das 14 horas, em sessão ordinária que será marcada pelo lançamento do Sistema Nacional de Videoconferência.

Segundo informa a assessoria de imprensa do órgão, a ferramenta dará mais rapidez e segurança à atuação do Judiciário e poderá ser usada por todos os magistrados brasileiros em reuniões e na execução de atos processuais, como oitivas e interrogatórios.

Na primeira sessão plenária virtual do CNJ, 20 itens serão julgados. A sessão virtual terá duração de uma semana e poderá ser acompanhada por qualquer pessoa pela internet, em link que será disponibilizado no portal do CNJ.

A expectativa é que o sistema contribua para a redução dos gastos com deslocamentos e emissão de cartas precatórias, além de facilitar o trabalho dos magistrados.

O sistema funcionará pela internet e o acesso poderá ser feito por qualquer magistrado cadastrado no sistema corporativo do CNJ. Os usuários poderão ainda compartilhar a conexão da videoconferência, encaminhando o link da sala virtual.

O lançamento da nova ferramenta será feito pelo presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, no início da sessão plenária, que tem uma pauta de cerca de 80 itens.