Momentos de embate e de consenso

Por Frederico Vasconcelos

Luiza Frischeisen

Em sua última sessão como membro do Conselho Nacional de Justiça, a conselheira Luiza Cristina Frischeisen –representante do Ministério Público da União no colegiado nos últimos dois anos– foi homenageada nesta terça-feira (27) pelos colegas de plenário.

“Apesar do pouco tempo em que convivemos, fiquei tocada e impressionada pela dedicação de Vossa Excelência”, afirmou a conselheira Daldice Santana, desembargadora do TRF-3.

“Você honra o Ministério Público, é uma guerreira, é aquela que defende o seu ponto de vista com firmeza e conhecimento técnico”, disse o conselheiro Arnaldo Hossepian, membro do Ministério Público estadual.

A subprocuradora-geral da República Ela Wiecko de Castilho lembrou que a dedicação da conselheira ao CNJ fez com que ela deixasse de participar de um processo de promoção ao cargo de subprocuradora-geral. Só recentemente, com a iminência do final de seu mandato, a conselheira foi promovida a subprocuradora-geral da República.

“Não há ninguém que deixe de reconhecer o quanto você abraça a causa do MP, que é a causa de toda a sociedade, e o quanto você agiu aqui no CNJ sempre norteada pelos princípios constitucionais”, afirmou Castilho.

Remanescente da formação anterior do colegiado, Frischeisen disse que “ter participado deste Conselho foi uma honra e uma alegria, com momentos de embate e momentos de consenso, como eu acho que deve ser todo colegiado”.

O substituto de Luiza Cristina Frischeisen será o procurador regional da República Rogério Nascimento, lotado na 2ª Região.