Ministro frustra previsão da advocacia

Por Frederico Vasconcelos

ODEBRECHT E MARCELO NAVARRO

Neste sábado (31), o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Marcelo Navarro Ribeiro Dantas indeferiu liminarmente habeas corpus impetrado pela defesa dos executivos Cesar Ramos Rocha, Marcelo Bahia Odebrecht, Márcio Faria da Silva e Rogerio Santos de Araújo, investigados pela Operação Lava-Jato da Polícia Federal (PF).

No final de setembro, quando o nome do novo ministro foi confirmado, advogados de empreiteiros presos disseram acreditar que Marcelo Navarro tenderia a ser mais sensível aos argumentos pró-libertação de seus clientes do que o antecessor, o juiz convocado Newton Trisotto.

Segundo informa o STJ, a defesa dos executivos da Odebrecht pretendia o trancamento de um segundo processo que apura a suposta prática de corrupção ativa. Os quatro executivos já foram denunciados por organização criminosa, corrupção ativa e lavagem de dinheiro, processo no qual foram decretadas suas prisões preventivas.