TJ-SP lança canal do consumidor

Por Frederico Vasconcelos

Objetivo é ampliar acesso aos instrumentos extrajudiciais para solução de conflitos.

O Tribunal de Justiça de São Paulo e o Ministério da Justiça promovem nesta quarta-feira (4) às 11 horas o “abraço simbólico” ao prédio do Palácio da Justiça, com o lançamento do Canal Consumidor.gov.br e novas adesões ao “Pacto pela Solução de Conflitos de Consumo”.

O principal objetivo é ampliar o acesso do consumidor aos instrumentos extrajudiciais para solução de conflitos

Empresas como Amil, Banco do Brasil, Bradesco, Carrefour, Itaú-Unibanco, Magazine Luiza, Oi, Vivo-Telefônica, Samsung, Santander, Serasa Experian, Sky, TAM e Whirpool representarão suas respectivas marcas – ao todo, são mais de 300 pessoas. Após o ato, Procons, Defensoria Pública e outras empresas assinarão com a Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça, o “Pacto pela Solução de Conflitos de Consumo”, representada pela secretária nacional, Juliana Pereira da Silva.

Consumidor.gov.br é uma plataforma pública de interação pela Internet para comunicação direta entre consumidores e fornecedores, numa tentativa de solução consensual de conflitos de consumo.

A participação das empresas é voluntária e só permitida àquelas que aderem formalmente ao serviço, mediante assinatura de termo no qual se comprometem a conhecer, analisar e investir todos os esforços disponíveis para a solução dos problemas apresentados, em, no máximo, 10 dias.

Segundo informa o TJ-SP, o serviço –lançado em junho de 2014– conta com mais de 178 mil atendimentos finalizados e 282 empresas participantes. O índice médio de solução é de 80%, a nota média de satisfação é 3,1 e o tempo médio para resposta é de 7 dias.