Juíza federal retorna à vara da Zelotes

Por Frederico Vasconcelos

Operação continua com o juiz titular; magistrada vai auxiliar nos processos atribuídos ao juiz substituto.

Ato Vara da Zelotes

O presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador Cândido Ribeiro, assinou nesta quinta-feira (12) ato designando a juíza federal substituta Célia Regina Ody Bernardes, da 21ª Vara do Distrito Federal, para prestar auxílio à 10ª Vara Federal no acervo atribuído ao juiz federal substituto.

Trata-se da Vara Federal em que tramita o processo da Operação Zelotes, que continuará sob a responsabilidade do juiz titular, Vallisney de Souza Oliveira.

Há exatamente três meses, em 12 de agosto, ato da presidência do TRF-1 designara a magistrada para prestar auxílio na mesma Vara,  no acervo do juiz titular, em razão do seu afastamento para atuar como juiz instrutor no gabinete do ministro Napoleão Nunes Maia Filho, no Superior Tribunal de Justiça.

Em outubro, a juíza autorizou diligências na Operação Zelotes, que incluíram busca e apreensão na firma de Luis Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula.

O juiz Vallisney retornou à 10ª Vara no último dia 4. Em nota publicada no dia 5, diante do noticiário sobre a saída da juíza Célia Regina do processo da Operação Zelotes, o TRF-1 informou o seguinte:

A designação de magistrado para prestar auxílio em outra vara ou convocação para tribunal é prática comum no Judiciário, visa suprir afastamentos de magistrados e decorre da necessidade de haver um juiz atuando na vara de forma contínua, de modo a evitar o acúmulo de processos e manter a regularidade da prestação jurisdicional.