A Justiça e as artes da medalhística

Por Frederico Vasconcelos

Nalini Dom Heráldica

Sob o título “Tribunal de Justiça é homenageado pela Sociedade Heráldica e Humanística”, o site do TJ-SP informa:

Nesta quinta-feira (3), o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador José Renato Nalini, recebeu o título Dom do Sodalício e das Insígnias Nobiliárquicas Superiores do Grão Colar da Ordem do Mérito Cívico e Cultural pela Sociedade Brasileira Heráldica e Humanística.

Na ocasião, a presidente do Comitê de Ação Social e Cidadania do Tribunal de Justiça de São Paulo (CASC), Maria Luiza de Freitas Nalini, também recebeu a comenda, com menção honorífica de lisonja. O evento aconteceu no Palácio Anchieta – Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo.

De acordo com a instituição, as láureas foram criadas segundo as tradições cavalheirescas e de lisonja estribadas nas ciências e nas artes da heráldica e medalhística, e seus graus condecorativos são outorgados criteriosamente –há mais de meio século–, reconhecendo méritos de honra, caráter, civismo, dignidade, benevolência e inúmeras outras virtudes de cidadãos prestantes, instituições, entidades e empresas, em âmbito mundial.

Os homenageados, trajados com os mantos talares, compuseram a mesa de autoridades. O advogado tributarista, professor, escritor e jurista Ives Gandra da Silva Martins, dedicou suas palavras à Justiça: “O objetivo fundamental é mostrar que o direito representa o caminho para a paz. A Sociedade Heráldica faz efetivamente, neste momento, Justiça àqueles que fazem Justiça”.

Ainda segundo a notícia, também receberam a honaria o vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho – TST, ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho; o desembargador federal Newton de Lucca; o presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo – IASP, José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro; o presidente do Conselho de Administração do CIEE, Ruy Martins Altenfelder Silva; e o advogado Walter Euler Martins.

A cerimônia cívica foi anunciada como “homenagem ao Dia da Justiça no Brasil e também aos dez anos do Conselho Nacional de Justiça – CNJ”, embora o site do TJ-SP não registre a presença de conselheiros do órgão de controle externo do Judiciário –que, aparentemente, ainda não noticiou o evento.

São Comendadores condecorados pela Sociedade Heráldica, entre outros, Sua Alteza Imperial e Real Dom João Henrique de Orleans e Bragança, os apresentadores de televisão Marcelo Rezende e Gilberto Barros, o jornalista Percival de Souza, o ministro Aloizio Mercadante, o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, o ex-secretário da Receita Federal Everardo Maciel, o advogado Paulo Esteves e a empresária, escritora, colunista e especialista em nutrição e bem-estar Lucila Diniz.