Prescrição do remédio heroico

Por Frederico Vasconcelos

Sob o título “Sem papo”, o jornalista Murilo Ramos publica duas notas na revista “Época“, prevendo que, de plantão durante o recesso parlamentar, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Francisco Falcão, e o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, não concederão habeas corpus –o conhecido remédio heroico– a nenhum investigado da Operação Lava Jato.

A conferir.